Marco António Costa
Marco António Costa - Facebook  Marco António Costa - Youtube
NEWSLETTER
 
Bookmark and Share
27.04.2015

Marco António Costa diz que há "todas as razões" para a coligação PSD/CDS-PP

O vice-presidente do PSD Marco António Costa disse hoje que havia “todas as razões” para PSD e CDS-PP avançarem em coligação para as legislativas, referindo que as críticas da oposição revelam “nervosismo”.

PSD e CDS-PP “levaram até ao final do mandato a coligação a governar Portugal, portanto havia todas as razões e todos os fundamentos para este entendimento”, afirmou o vice-presidente coordenador da Comissão Política Nacional aos jornalistas.

“As críticas que foram feitas por parte da oposição revelam o nervosismo que eu julgo que é natural da parte da oposição relativamente a esta proposta de acordo que os líderes [dois partidos] anunciaram”, disse o dirigente do PSD.

No domingo, o secretário-geral do PS, António Costa, considerou que a coligação anunciada entre o PSD e o CDS-PP é um “casamento” para “disfarçar as conveniências” e que demonstra que o Governo “nada de novo tem para dar”.

“Foi com alguma estranheza que ouvimos umas críticas muito pouco sustentadas da parte do Partido Socialista e do líder do Partido Socialista à nossa coligação”, respondeu Marco António Costa, considerando que esta aliança “é um ato natural”.

Marco António Costa acrescentou que a coligação foi apresentada “no momento em que ambos os partidos consideraram que era o momento adequado” e que “não nasce de um ato espontâneo, nasce do trabalho de quatro anos”.

Questionado se a coligação irá apresentar ou apoiar um candidato presidencial antes das legislativas, o porta-voz do PSD remeteu uma resposta para quarta-feira, dia em que irão reunir os órgãos nacionais dos dois partidos.

“Teremos oportunidade de observar nos documentos que serão presentes aos órgãos de ambos os partidos, o esclarecimento de quais são essas opções”, afirmou, acrescentando que na “próxima quarta-feira, nos documentos que serão aprovados, haverá uma clarificação estratégica” da posição.

O compromisso para uma coligação pré-eleitoral assinado no sábado pelos presidentes do PSD, Pedro Passos Coelho, e do CDS-PP, Paulo Portas, prevê que os dois partidos dialoguem para, após as legislativas, apoiarem um candidato presidencial.

"A aliança que proporemos aos nossos partidos respeitará as autonomias regionais e incluirá o necessário diálogo para que, depois das eleições legislativas, apoiemos um candidato presidencial, tendo em atenção que as eleições presidenciais implicam decisões de vontade individual que não se esgotam nem dependem unicamente da esfera partidária", refere o documento do compromisso para a coligação.

 

« Retroceder | Imprimir | Topo da página

Marco António Costa na Tomada de Posse da nova Comissão Política do PSD de Vila Franca de Xira



Marco António Costas nas Conferências do PSD "Portugal no Rumo Certo - OE 2014"



«SETEMBRO 2017»
DSTQQSS
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
FAQS     PRIVACIDADE     RECOMENDAR SITE     LINKS     SUGESTÕES Powered by 4best 4best New Media Studio Marco António Costa © todos os direitos reservados.